Fatores de virulência de espécies de candida isoladas na saliva de profissionais da saúde

Factores de virulencia de las especies de candida aisladas en la salvación de los profesionales de la salud

Authors

  • Fernando Yano Abrão
  • Laís Carneiro Naziasene Lima Marreto
  • Jacqueline Campos Borba de Carvalho
  • Pablo Henrique dos Santos Silva
  • Flávio Silva de Carvalho
  • Rosana Pereira Morais
  • Lúcia Kioko Hasimoto e Souza

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv4n1-006

Keywords:

Candida albicans, Candida parapsilosis, suscetibilidade in vitro, proteinase, fosfolipase, hemólise

Abstract

Fungos do gênero Candida fazem parte da microbiota normal e pode causar infecções em indivíduos imunocomprometidos, com o auxílio de seus fatores de virulência. Os profissionais da saúde podem ser uma possível fonte de infecção no ambiente hospitalar. Foram avaliados fatores de virulência como atividade de proteinase e fosfolipase, fator hemolítico e a resistência a antifúngicos em 37 isolados de Candida albicans e 10 C. parapsilosis provenientes da saliva de profissionais da saúde. A atividade de proteinase foi observada em 84% dos isolados de C. albicans e 80% de C. parapsilosis e destas, atividade fortemente positiva foram obtidas para 46% e 50% respectivamente. A atividade de fosfolipase foi observada para 80% dos isolados de C. parapsilosis, embora nenhum com atividade fortemente positiva, enquanto 92% dos isolados de C. albicans produziram fosfolipase, sendo que 19% destes apresentaram atividade fortemente positiva. A maioria dos isolados apresentaram hemólise total (beta hemólise) em ágar Sabouraud dextrose suplementado com sangue de carneiro e glicose, com média do diâmetro da hemólise de 2,41 e 2,57 para C. albicans e C. parapsilosis respectivamente. A avaliação da suscetibilidade antifúngica por disco difusão não demonstrou a presença de isolados resistentes ao fluconazol, itraconazol, voriconazol e anfotericina B, porém 8 isolados de C. albicans e 1 de C. parapsilosis se mostraram dose dependente, ao quando avaliados com o itraconazol. A detecção de isolados de C.albicans e C. parapsilosis isolados da saliva de profissionais da saúde, produtores de importantes fatores de virulência, como proteinase, fosfolipase e fator hemolítico, responsáveis pelo estabelecimento da infecção, evidenciam a necessidade de medidas de prevenção para evitar a transmissão exógena destes patógenos, especialmente no ambiente hospitalar.

Published

2022-01-21

How to Cite

ABRÃO , F. Y. .; MARRETO, L. C. N. L. .; DE CARVALHO, J. C. B. .; SILVA, P. H. dos S. .; DE CARVALHO, F. S. .; MORAIS, R. P. .; E SOUZA, L. K. H. . Fatores de virulência de espécies de candida isoladas na saliva de profissionais da saúde: Factores de virulencia de las especies de candida aisladas en la salvación de los profesionales de la salud. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 68–80, 2022. DOI: 10.46814/lajdv4n1-006. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/879. Acesso em: 7 jul. 2022.