Comunidade ictioplanctônica da zona de arrebentação das praias Do Araçagy E Panaquatira, ilha do Maranhão, Maranhão, Brasil

Authors

  • Rayssa de Lima Cardoso
  • Paula Cilene Alves da Silveira
  • Delzenira Silva Nascimento da Costa

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv3n4-008

Keywords:

Larvas de peixes, Ovos de peixes, Engraulidae, Clupeidae

Abstract

O ictioplâncton da zona de arrebentação de duas praias da ilha do Maranhão (Araçagy e Panaquatira) foi estudado durante os meses de janeiro, abril e agosto de 2013, com ênfase na pesquisa qualitativa e quantitativa de seus representantes. O material biológico foi coletado com redes de arrasto horizontal com rede de plâncton cônico-cilíndrico com malhas de 300 µm e 500 µm e tamponado com formaldeído a 4%. Os parâmetros abióticos foram medidos in situ (pH, salinidade e temperatura), exceto o oxigênio dissolvido, que foi fixado e determinado em laboratório. Após a identificação das larvas de peixes foi determinada a abundância relativa (Ar), frequência de ocorrência (%) e análise de componentes principais (PCA). Foram coletados 60 ovos e 23 larvas nas áreas de estudo, distribuídas entre as famílias: Clupeidae, Carangidea, Ephippidae, Gerreidae, Paralichthydae e Engraulidae. Este último foi considerado abundante (Ar ≥ 50%) e com maior frequência (70% e 50%). O ACP revelou uma relação diferente para cada praia entre variáveis bióticas e abióticas. Essa relação indicou a presença de representantes de Engraulidae e Clupeidae em diferentes faixas de salinidade e temperatura, determinadas pela preferência de cada espécie, bem como sua influência no pico reprodutivo dessas famílias. Este estudo observou padrões de abundância e frequência de larvas de peixes demonstrando um ambiente dominado por um baixo número de indivíduos. Desse baixo número, poucos têm um alto grau de dominância, principalmente devido à dinâmica e ao alto padrão de energia das zonas de arrebentação. Entre as famílias dominantes, aquelas com características estuarinas como Engraulidae e Clupeidae confirmam uma conexão entre a zona de arrebentação e o estuário.

Published

2021-07-08

How to Cite

CARDOSO, R. DE L. .; DA SILVEIRA, P. C. A. .; DA COSTA, D. S. N. . Comunidade ictioplanctônica da zona de arrebentação das praias Do Araçagy E Panaquatira, ilha do Maranhão, Maranhão, Brasil. Latin American Journal of Development, v. 3, n. 4, p. 1783-1799, 8 Jul. 2021.