Instrumentos de acesso à justiça: releitura a partir da teoria dos jogos

Authors

  • Jéssica Gonçalves

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv2n4-001

Keywords:

Acesso à Justiça, Teoria dos Jogos, Processo Civil, Mediação

Abstract

O presente trabalho busca estudar que no contexto Jurídico Brasileiro, os cidadãos, ao submeterem preferencialmente os seus conflitos aos Tribunais, acarretam a criação de um paradigma, consistente na confusão cultural entre o acesso à justiça e a tutela jurisdicional. Ocorre que a formação desse paradigma fomenta a judicialização das demandas, as quais contribuem à manutenção das crises de litigiosidade e morosidade presentes no Poder Judiciário. A partir disso, reflete-se sobre o tema dos instrumentos Brasileiros na estabilização das controvérsias, dentre eles, a dogmática Processual Civil e a forma alternativa da Mediação, como técnicas para exercer o direito ao Acesso à Justiça que, a partir da releitura pela Teoria dos Jogos, apresentam os litigantes – entendidos como jogadores – enquanto participantes competidores ou cooperadores.

Published

2020-08-17

How to Cite

GONÇALVES, J. Instrumentos de acesso à justiça: releitura a partir da teoria dos jogos. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 2, n. 4, p. 95–112, 2020. DOI: 10.46814/lajdv2n4-001. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/39. Acesso em: 7 jul. 2022.