A Sangue Frio: jornalismo diversional em Truman Capote

Authors

  • Sandro Lauri da Silva Galarça

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv3n2-025

Keywords:

Jornalismo Diversional, Discurso, Delinquência, Truman Capote, Michel Foucault

Abstract

O presente artigo apresenta uma síntese da tese de doutorado intitulada Sujeito, discurso e delinquência – uma cartografia de A Sangue Frio, em que se apresenta uma análise sobre os signos narrativos que constroem os sujeitos na obra A Sangue Frio, de Truman Capote. Procura-se evidenciar como o jornalismo diversional se utiliza do discurso acerca dos sujeitos – ambiente, comportamento, vestimentas, características destas personagens ou, a rigor, a personalidade dos envolvidos – mas também como é constituído o sujeito que emerge do discurso. Para tanto, esta obra será lida pela lente do pensamento de Michel Foucault e de seu entendimento sobre a construção dos sujeitos a partir da narrativa que se forma sobre ele. O artigo está sustentado por um questionamento central: quem é esse sujeito constituído não a partir de seu ato, mas pelos enunciados que narram suas causas e consequências?

 

Published

2021-05-03

How to Cite

GALARÇA, S. L. da S. . A Sangue Frio: jornalismo diversional em Truman Capote. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 804–818, 2021. DOI: 10.46814/lajdv3n2-025. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/269. Acesso em: 23 jan. 2022.