Agrotóxicos e o trabalhador rural: reflexões necessárias pelo prisma do movimento ciência, tecnologia e sociedade

Authors

  • Cinthia Leticia de Carvalho Roversi Genovese
  • Michell Pedruzzi Mendes Araújo
  • Luiz Gonzaga Roversi Genovese
  • Laysla Caroline Rosa de Oliveira
  • Ângelo Antônio Santos de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv3n2-006

Keywords:

trabalhador rural, agrotóxicos, Ensino de Ciências, movimento CTS, questões sociocientíficas

Abstract

Com o intento de discutir o uso excessivo de agrotóxicos em nosso país, neste trabalho é analisado um recorte de um relato de vivência com agrotóxicos de um ex-trabalhador rural. A partir dessa análise, apresentam-se dois objetivos. O primeiro é contextualizar o trabalhador rural e sua ruralidade característica à imposição do capitalismo, frente à obrigatoriedade de utilizar agrotóxicos em suas lavouras (ou como empregado rural de proprietários de terras), a fim de obterem significativa produção de alimentos para sua própria subsistência e também como fonte de renda. O segundo objetivo é refletir a respeito    do papel da ciência e da tecnologia em nossa sociedade, corroborando com propostas curriculares para o Ensino de Ciências, sob a perspectiva do Movimento/Enfoque CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), por meio do estudo de questões sociocientíficas. O relato do entrevistado demonstrou o alto grau de risco à saúde a que estão submetidos os trabalhadores rurais que utilizam agrotóxicos, tanto pela falta de orientações quanto ao manuseio do produto, quanto à própria toxidade elevada que possuem.

Published

2021-05-03

How to Cite

GENOVESE, C. L. de C. R. .; ARAÚJO, M. P. M. .; GENOVESE, L. G. R. .; DE OLIVEIRA, L. C. R. .; DE OLIVEIRA, Ângelo A. S. . Agrotóxicos e o trabalhador rural: reflexões necessárias pelo prisma do movimento ciência, tecnologia e sociedade. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 578–590, 2021. DOI: 10.46814/lajdv3n2-006. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/242. Acesso em: 1 jul. 2022.