A estética da identidade: perspectivas historiograficas do gaúcho na arte monumental – o caso de “Bento Gonçalves”, “O Laçador” e “El Gaucho Oriental”

Authors

  • Henrique Pereira Lima

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv3n1-033

Keywords:

Arte, Historiografia, Identidade, Gaúcho, Monumentos

Abstract

O potencial cognitivo da arte enunciado através de sua conexão com o imaginário social que o gesta, faz da arte – sobretudo a pública – um sistema explicativo da constituição e organização social. Assim, a interface arte/historiografia, através de seus próprios sistemas e metodologias, é constituída enquanto são buscadas a compreensão e a explicação das tensões sociais. Quando o mundo subjetivo (arte) encontra-se com o objetivo (racionalização da história) os monumentos localizados na cidade de Porto Alegre – Rio Grande do Sul, “Bento Gonçalves”, “O Laçador” e “O Gaúcho Oriental” dão forma a interface conceitual onde história, historiografia e imaginário dão azo a diferentes representações das ideologias hegemônicas nas sociedades e nas temporalidades que foram gestaram. E, a partir desse olhar, as relações sociais, a consciência social que é orientada pela identidade “gaúcho” podem ser (re) pensadas e, tal como o discurso artístico, podem ser legitimadas, ou questionadas sejam coletiva ou individualmente.

 

 

Published

2021-02-25

How to Cite

LIMA, H. P. . A estética da identidade: perspectivas historiograficas do gaúcho na arte monumental – o caso de “Bento Gonçalves”, “O Laçador” e “El Gaucho Oriental”. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 371–385, 2021. DOI: 10.46814/lajdv3n1-033. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/215. Acesso em: 16 jan. 2022.