Racismo Institucional: da faxina étnica a violência na Cidade de São Paulo nos anos de 2010 a 2017

Authors

  • Monica Abud Perez de Cerqueira Luz
  • Flávia Abud Luz
  • Carlos Augusto França Ferreira
  • Bruno Fernandes Fulle

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv3n1-024

Keywords:

Raça, Políticas Públicas, Estado, Limpeza Étnica

Abstract

O artigo propõe-se a refletir sobre o racismo institucional no Brasil; um mecanismo fundado no poder e utilizado via de regra e historicamente para dominar raças, povos, etnias de cor diferenciada (fator biologizante). Atua de maneira difusa no funcionamento das instituições provocando desigualdade. As estratégias e os dispositivos para operacionalizar o racismo combinam-se às diferentes políticas e mecanismos de controle repressivo, distribuindo o mínimo a determinado grupo para a sua sobrevivência. Este artigo discute as formas de poder exercidas pelo Estado sobre o corpo negro, sobretudo a questão do uso da violência contra a referida população na cidade de São Paulo.

Published

2021-02-25

How to Cite

LUZ, M. A. P. de C. .; LUZ, F. A. .; FERREIRA, C. A. F. .; FULLE, B. F. . Racismo Institucional: da faxina étnica a violência na Cidade de São Paulo nos anos de 2010 a 2017. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 234–243, 2021. DOI: 10.46814/lajdv3n1-024. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/204. Acesso em: 16 jan. 2022.