Crise Ambiental: é Possível Obter Contribuição dos Governos Locais para Minimizá-la? Um Exame do Caso de Pernambuco

Authors

  • Ivo Vasconcelos Pedrosa

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv3n1-019

Keywords:

Crise ambiental, governos locais, alterações ambientais, , Índice das Pressões Antrópicas – IPA, Índice de Atenuação das Pressões Antrópicas pelos Governos Municipais – IAPAM, Pernambuco-Brasil

Abstract

Como gerar um painel atualizado acerca das alterações nas condições ambientais dos territórios municipais e das ações com vistas à redução dessas alterações? A pesquisa, que teve essa pergunta orientadora, compreendeu os municípios mais populosos de Pernambuco, abrangendo todas as doze “Regiões de Desenvolvimento”[1] do Estado, num total de 43, em que habitam 70% dos pernambucanos. Seu objetivo foi o de examinar a evolução (2002-2010) das alterações nas condições ambientais no território desses municípios, bem como o avanço na utilização de instrumentos de gestão pelos respectivos governos, examinando-se as causas das alterações e da não utilização dos instrumentos de gestão destinados a atenuá-las. Dois índices – o Índice das Pressões Antrópicas (IPA) e o Índice de Atenuação das Pressões Antrópicas pelos Governos Municipais (IAPAM) - permitem uma visão sintética do processo, apontando para os municípios em que são mais críticos, sejam as condições ambientais e o grau e utilização dos instrumentos, seja o conhecimento ou envolvimento dos gestores com a crise ambiental. Além desse núcleo de natureza quantitativa, a pesquisa explorou entrevistas realizadas com os gestores e outros recursos para uma abordagem qualitativa das questões.

 

Published

2021-02-25

How to Cite

PEDROSA, I. V. . Crise Ambiental: é Possível Obter Contribuição dos Governos Locais para Minimizá-la? Um Exame do Caso de Pernambuco. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 175–194, 2021. DOI: 10.46814/lajdv3n1-019. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/198. Acesso em: 1 jul. 2022.