Cuidador Informal Familiar: Relação familiar e a satisfação/insatisfação na gestão do cuidado

Authors

  • Lisneti Castro
  • Dayse Neri de Souza
  • Anabela Pereira
  • Inês Magalhães
  • Diana Luzio
  • Simone Lameiro
  • Mariana Van Zeller

DOI:

https://doi.org/10.46814/lajdv2n6-011

Keywords:

cuidador familiar, relacionamento familiar, satisfação, insatisfação, gestão do cuidado

Abstract

O cuidador informal, na sua prática de cuidados, experimenta de igual forma sentimentos positivos e negativos. No entanto, é a interpretação pessoal sobre a tarefa que executa que determina o seu grau de satisfação ou insatisfação em relação à mesma. OBJETIVO: Verificar os principais motivos de satisfação e/ou insatisfação dos cuidadores informais em relação à tarefa de cuidar. MÉTODO: Estudo de cariz qualitativo e paradigma interpretativo. Participaram 24 cuidadores familiares residentes no distrito de Aveiro, Portugal. A análise de conteúdo foi realizada com o apoio do software webQDA. RESULTADOS: Verificou-se que interpretação subjetiva que cada cuidador faz sobre a tarefa de cuidar determina a sua satisfação/insatisfação com a mesma. CONCLUSÃO: Mesmo que os cuidadores manifestem sentimentos de satisfação e insatisfação, prevalecerá o sentimento de solidariedade/generosidade do cuidador em relação ao familiar que se encontra incapacitado.

Published

2021-01-28

How to Cite

CASTRO, L. .; SOUZA, D. N. de .; PEREIRA, A. .; MAGALHÃES, I. .; LUZIO, D. .; LAMEIRO, S. .; ZELLER, M. V. . Cuidador Informal Familiar: Relação familiar e a satisfação/insatisfação na gestão do cuidado. Latin American Journal of Development, [S. l.], v. 2, n. 6, p. 464–479, 2021. DOI: 10.46814/lajdv2n6-011. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/jdev/article/view/129. Acesso em: 1 jul. 2022.