Atuação do grupo antivacina: consequências da não vacinação para a população Brasileira

Campaña antivacunas: consecuencias de la no vacunación para la población Brasileña

Authors

  • Rafaela Cassiano Zamboni
  • Gustavo Rigoni da Silva
  • Patricia Cristina Souza Assis Dummer
  • Ozinelia Pedroni Batista
  • Florêncio Augusto Filho

Keywords:

antivacina, doenças imunopreviníveis e imunização.

Abstract

Este estudo tem como objetivo realizar análise disponível na literatura acerca do grupo antivacina e suas consequências para a comunidade, tornando-se uma preocupação com relação ao impacto da cobertura vacinal e corroborando para o retorno de doenças eliminadas ou erradicadas. Movimentos contrários sempre existiram desde a origem das vacinas e, atualmente, vem ganhando força no Brasil. Alguns motivos têm sido combustíveis para fortalecer o movimento, perpetuando notícias contrárias, como as questões religiosas, a política, os eventos adversos e a desconfiança do sistema de saúde. Nenhum até o momento com amparo científico. Com isso, a homogeneidade vacinal dos brasileiros vem sofrendo interferencias significativas favorecendo o ressurgimento de doenças que estavam sob controle, sendo retrocesso na saúde pública e desprestigiando conquistas da ciência já alcançadas. Além disso, o fato de algumas doenças terem desaparecido leva um grupo de pessoas a pensar que a vacina não é necessária, colocando todos em risco.

Published

2022-03-03

How to Cite

ZAMBONI, R. C. .; DA SILVA, G. R.; DUMMER, P. C. S. A. .; BATISTA, O. P. .; AUGUSTO FILHO, F. . Atuação do grupo antivacina: consequências da não vacinação para a população Brasileira: Campaña antivacunas: consecuencias de la no vacunación para la población Brasileña. Archives of Health, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 43–47, 2022. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/902. Acesso em: 18 may. 2022.