Condução da crise hipertensiva no setor de urgência e emergência

Management of hypertensive crisis in the urgency and emergency sector

Authors

  • Gisele Brito Silva
  • Thalyane Pontes Sousa

Keywords:

Crise hipertensiva, Urgência, Emergência

Abstract

Estudos demonstram que a crise hipertensiva representa 25% dos casos no atendimento de emergências. Tal manifestação é subdividida em urgência hipertensiva (UH) PA sistólica ≥ 180 e/ou PA diastólica ≥ 120 com sintomas clínicos, sem lesão de órgão alvo (LOA) ou risco iminente de morte, e em emergência hipertensiva (EM), que engloba as mesmas alterações pressóricas da UH1, porém com LOA e/ou risco iminente de morte,além da diferenciação da pseudocrise hipertensiva - elevação transitória da PA após eventos dolorosos ou emocionais.2

Published

2021-12-13

How to Cite

SILVA , G. B. .; SOUSA, T. P. . Condução da crise hipertensiva no setor de urgência e emergência: Management of hypertensive crisis in the urgency and emergency sector. Archives of Health, [S. l.], v. 2, n. 7, p. 1600–1602, 2021. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/847. Acesso em: 18 may. 2022.