Promoção da saúde da mulher: representação social de enfermeiras

Authors

  • Victória Agna Alves Nascimento da Silva
  • Renata Martins da Silva Pereira
  • Clarissa Ferreira Pontual de Oliveira
  • Dyene kelly Leopoldina Rodrigues da Silva

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv1n5-010

Keywords:

Saúde da mulher, Atenção primária, Enfermagem

Abstract

A enfermeira no cotidiano de seu trabalho tem a responsabilidade de cuidado do indivíduo, da família e de toda comunidade. Ela é responsável, junto à equipe multiprofissional, por ampliar o acesso da população de igualitária aos serviços de saúde. Para isto conta não somente com conhecimento clínico, mas também com a responsabilidade social para impulsionar mudanças de comportamento frente a manutenção da saúde de mulheres assistidas. Propiciando uma atenção em que haja a predominância da promoção da autonomia da usuária sobre sua saúde e prevenção de agravos. O objetivo da pesquisa foi identificar a representação social atribuídas pelas enfermeiras ao seu cuidado destinado a mulheres na atenção básica. Trata-se de uma pesquisa de campo com abordagem qualitativa do tipo descritiva e que utilizou a Teoria das Representações Sociais para a análise dos dados. Foi desenvolvida no município de Angra dos Reis (RJ) em Unidades de Estratégia de Saúde da Família. Foram entrevistadas 10 enfermeiras.  Os resultados demonstraram que 90% das participantes se sentem realizadas com sua profissão. 70% disseram ter papel importante como promotora do cuidado e se sentem como referência para a promoção do cuidado, apesar de encontrar obstáculos culturais e de questões de gênero para praticar o cuidado às mulheres. Conclui-se que a formação de vínculo e o olhar minucioso para as necessidades de cada mulher individualmente pode promover um cuidado qualificado e gerar satisfação tanto às clientes quanto às enfermeiras na prática de sua profissão.

Published

2020-12-23

How to Cite

SILVA, V. A. A. N. da .; PEREIRA, R. M. da S. .; OLIVEIRA, C. F. P. de .; SILVA, D. kelly L. R. da . Promoção da saúde da mulher: representação social de enfermeiras. Archives of Health, [S. l.], v. 1, n. 5, p. 265–276, 2020. DOI: 10.46919/archv1n5-010. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/82. Acesso em: 17 aug. 2022.