Carcaterísticas maternas e desfechos adversos perinatais relacionados ao baixo peso ao nascer

Maternal characteristics and adverse perinatal outcomes related to low birth weight

Authors

  • Mateus de Miranda Gauza
  • Rodrigo Ribeiro e Silva
  • Júlia Opolski Nunes da Silva
  • Matheus Leite Ramos de Souza
  • João Pedro Ribeiro Baptista
  • Iramar Baptistella do Nascimento
  • Carla Gisele Vaichulonis
  • Jean Carl Silva

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv2n6-001

Keywords:

Complicações na gravidez, Recém-Nascido de Baixo Peso, Assistência Perinatal, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal, Tabaco

Abstract

Objetivo: Avaliar as características maternas e desfechos adversos perinatais relacionados ao baixo peso ao nascer. Métodos: Trata-se de um estudo caso controle, realizado na Maternidade Darcy Vargas em Joinville–SC, período de março de 2018 a fevereiro de 2019 através de amostra randomizada composta de 722 puérperas que realizaram o acompanhamento pré-natal exclusivamente em Atenção Primária à Saúde, divididas em 2 grupos: pacientes com recém-nascidos de baixo peso e pacientes com recém-nascidos de peso normal. No cálculo de razão de chance, os valores foram considerados significativos quando P<0,05. Adotou-se prematuridade como fator de confusão. Resultados: Dividiu-se a população em dois grupos, pacientes com recém-nascidos de baixo peso (33/4,57%) e com recém-nascidos de peso normal (689/95,43%). Características maternas diferiram quanto ao número de pessoas na casa, o número de consultas, o uso de tabaco e drogas na gestação e incidência de doença hipertensiva específica da gestação. Após o cálculo de razão de chance ajustado, observou-se que o fumo aumenta a chance de baixo peso ao nascer em 6,5 vezes (IC95% 1,375-31,250). Os recém-nascidos foram diferentes no capurro, peso, Apgar de 1º e 5º minuto, prematuridade, necessidade de UTI neonatal e Apgar baixo de 1º minuto. No cálculo de razão de chance ajustado, o baixo peso aumentou a chance de UTI neonatal em 5,3 vezes (IC95% 1,039-27,523). Conclusão: O fumo durante a gestação eleva a chance de baixo peso ao nascer em 6,5 vezes. Ademais, o baixo peso ao nascer eleva em 5,3 vezes as chances de internação em UTI neonatal.

 

Objective: To assess maternal characteristics and adverse outcomes related to low birth weight. Methods: This is a case control study, carried out at Maternidade Darcy Vargas in Joinville-SC, from March 2018 to February 2019 through a random sample composed of 722 puerperal women who underwent prenatal care exclusively in Primary Health Care, divided into 2 groups: patients with low birth weight newborns and patients with normal weight newborns. In calculating the odds ratio, values were considered significant when P <0.05. Prematurity was adopted as a confounding factor. Results: The population was divided into two groups, patients with low birth weight newborns (33 / 4.57%) and normal weight newborns (689 / 95.43%). Maternal characteristics differed in terms of the number of people in the household, the number of consultations, the use of tobacco and drugs during pregnancy and the incidence of pregnancy-specific hypertensive disease. After calculating the adjusted odds ratio, it was observed that smoking increases the chance of low birth weight 6.5 folds (95% CI 1.375-31.250). The newborns were different in capurro, weight, 1st and 5th minute Apgar, prematurity, need for neonatal ICU and low 1st minute Apgar. In the adjusted odds ratio calculation, low weight increased the chance of neonatal ICU 5.3 folds (95% CI 1.039-27.523). Conclusion: Smoking during pregnancy increases the chance of low birth weight 6.5 folds. Furthermore, low birth weight increases the chances of admission to the neonatal ICU 5.3 folds.

Published

2021-09-23

How to Cite

GAUZA, M. de M. .; SILVA, R. R. e .; DA SILVA, J. O. N. .; DE SOUZA, M. L. R. .; BAPTISTA, J. P. R. .; DO NASCIMENTO, I. B. .; VAICHULONIS, C. G. .; SILVA, J. C. . Carcaterísticas maternas e desfechos adversos perinatais relacionados ao baixo peso ao nascer: Maternal characteristics and adverse perinatal outcomes related to low birth weight. Archives of Health, [S. l.], v. 2, n. 6, p. 1478–1490, 2021. DOI: 10.46919/archv2n6-001. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/768. Acesso em: 28 nov. 2021.