Justiça distributiva no mapeamento inicial dos atendimentos pré-hospitalares de um país em desenvolvimento

Authors

  • Diego Santiago Montandon
  • Luiz Carlos Souza de Oliveira
  • Leonardo Batista Pedroso
  • Laysi da Silva Zacarias
  • João Pedro Resende Castro
  • Simone de Godoy

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv2n3-034

Keywords:

Justiça Social, Georreferênciamento, Atendimento Pré-hospitalar de Urgência, Ética na Enfermagem

Abstract

A cidade de Ribeirão Preto no interior do Estado de São Paulo no Brasil tem a mais de 20 anos atendimento pré-hospitalar de urgência pública e gratuita, mesmo assim os recursos disponíveis ainda são insuficientes para atender adequadamente a demanda da população. Por isso é necessário analisar se existe justiça distributiva, aos moldes aristotélicos, no geoprocessamento destes atendimentos, com a finalidade de avaliar o principio da equidade ao acesso neste serviço de saúde. Método: estudo transversal, incluindo 41.389 ocorrências de urgência pré-hospitalar de 2014, cujas variáveis permitiram a construção de um mapa para avaliar a distribuição espacial dos atendimentos no município. Resultado: Houve predomínio de atendimentos clínicos do tipo cardiológicos, maior número de atendimentos nos menores distritos urbanos e equivalência de socorro diante da variável sexo. A analise do mapeamento comprova aglomeração dos atendimentos nas regiões centrais. Conclusão: Os arranjos espaciais dos atendimentos estão aglomerados na região central da cidade, portanto não evidenciou-se justiça distributiva pelo ponto de vista aristotélico.

Published

2021-06-25

How to Cite

MONTANDON, D. S. .; DE OLIVEIRA, L. C. S. .; PEDROSO, L. B. .; ZACARIAS, L. da S. .; CASTRO, J. P. R. .; DE GODOY, S. . Justiça distributiva no mapeamento inicial dos atendimentos pré-hospitalares de um país em desenvolvimento. Archives of Health, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 563–574, 2021. DOI: 10.46919/archv2n3-034. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/398. Acesso em: 16 jan. 2022.