Meio ambiente e saúde – Análise à luz do pensamento sistêmico

Authors

  • Adelcio Machado dos Santos Universidade Alto Vale do Rio do Peixe - Uniarp
  • Rubens Luís Freiberger
  • Dreone Mendes

DOI:

https://doi.org/10.46919/archv2n2-006

Keywords:

Meio ambiente. Saúde. Pensamento Sistêmico.

Abstract

Aspectos primordiais relacionados com o desenvolvimento e o meio ambiente, como população, saúde, paz, direitos humanos, democracia, fome, degradação da flora e da fauna, devem ser abordados dessa maneira. O conceito de ambientalismo multissetorial surge indicando o posicionamento ao mesmo tempo de ordem teórica e política, relacionado a visões alternativas do ambientalismo, como por exemplo, a que considera este movimento mais um grupo de interesse. A ampla difusão da preocupação com a qualidade do meio ambiente tanto em países de alta renda quanto nos países de baixa renda coloca em xeque a crença de que a preocupação com a qualidade ambiental é mais comum nas sociedades afluentes. A explicação deste fato reside na mudança da percepção em relação à temática ambiental-saúde que, principalmente nos países de baixa renda, estaria sendo vista mais como questão de sobrevivência do que uma questão de ordem estética. A conexão meio-ambiente-saúde aparece com um dos aspectos mais marcantes do ambientalismo como fenômeno social, que deve ser analisado à luz do Pensamento Sistêmico.

Published

2021-05-04

How to Cite

MACHADO DOS SANTOS, A.; FREIBERGER, R. L. .; MENDES, D. . Meio ambiente e saúde – Análise à luz do pensamento sistêmico. Archives of Health, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 198–207, 2021. DOI: 10.46919/archv2n2-006. Disponível em: https://latinamericanpublicacoes.com.br/ojs/index.php/ah/article/view/273. Acesso em: 16 jan. 2022.